quinta-feira, 18 de junho de 2015

Eu tenho medo do colorismo / I'm afraid of colorism

Eu tenho medo do colorismo
Eu tenho medo pois só eu sei o que precisei para me identificar como mulher negra. Para me orgulhar do meu cabelo, da minha boca, do meu nariz.
Eu tenho medo pois só eu sei as chacotas que ouvi por conta dos meus traços.
Eu tenho medo, pois só eu sei o que é sofrer racismo sem ao menos saber que é racismo, se sentir perdida, ferida , acuada sem nem saber porque.
Eu tenho medo do colorismo, porque eu sei o quanto o processo de me descobrir como negra (e é essa a única palavra que posso usar) eu sei o quanto o processo de formação identitária foi libertador para mim,
Eu tenho medo do colorismo, porque apesar de reconhecer meus privilégios como mulher negra de pele clara e ao contrário do que muitos pensam eu sei sim que minha pele é clara e de saber que eu nunca vou sentir o que é ser negra de pele escura, também conheço minhas agruras, já tive sim gente me seguindo em loja pra ver se eu não ia roubar, já tive sim gente segurando bolsa, gente achando que eu estava seguindo, isso sem contar as micro agressões diárias, como rirem do black quando você sai na rua, oferecerem pente, tesoura, dizerem que você não lava o cabelo, te dizerem que não pode usar batom vermelho pra não ficar beiçuda e tantas outras coisas.
Eu tenho medo do colorismo porque eu também sinto a solidão a qual a mulher negra está exposta e me solidarizo com minhas irmãs de pele escura, pois sei que as chances dela serem preteridas é muito maior e em nenhum momento usufruo de minha aparência para conquistar homem nenhum. Ao contrário, já botei pra correr muito homem negro que só se interessou por mim por achar que eu era passável.
Eu tenho medo do colorismo, pois só eu sei as brigas que comprei muitas vezes dentro da minha própria família, para poder me gritar negra e conscientizar os que estão a minha volta.
Eu tenho medo do colorismo porque não acredito que a negritude se limite a uma tonalidade de pele, afinal ninguém questiona a branquitude de pessoas com diferentes, tons de pele, de olhos, tipo de cabelo, porque tem que se então questionar negritude?
Eu tenho medo do colorismo, pois sei que ele foi criado como ferramenta estratégica para nos dividir, que em qualquer lugar do mundo onde a presença negra se faz parte essa é uma ferramenta que exclui e segrega.
Eu tenho medo do colorismo.


I’m afraid of colorism
I’m afraid of colorism because only I know what I needed to do to identify  myself as a Black woman.  To be proud of my hair, my lips, my nose.
I’m afraid, because I’m the only one who knows the jokes that I heard because of my featuring.
I’m afraid because I know what is suffering racism without even know what is racism, how to feel lost, hurt, cornered without even know why.
I’m afraid of colorism, because I know how the process to realize that I was black (and this is the only word I can use) I know how this process of identity formation was emancipatory for me.
I’m afraid of colorism, because although I recognize my privileges as a light skin Black woman, because different from many people can think I know that I’m light skin and I know that I never will know what means being dark skin, but I also know my pain, that I also had people following me in stores to see if I was not going to steal anything , I also had people holding their purses, or thinking I was following them, and not mentioning yet the daily micro aggressions as people laughing on my hair, or telling me that I can’t use a red lipstick or I’ll have giant lips, and a lot of other things.
I’m afraid of colorism, because I also feel the loneliness that we as Black woman are exposed and I sympathize with my dark skin sisters because I know that their chances of being rejected are bigger and in any moment I try to use my appearance to get a man. Actually is the opposite, I rejected a lot of Black men who tried to approach me because they thought I could pass.
I’m afraid of colorism because I know how many fights I had even among my family to declare myself as black and help those who are around me to create conscious.
I’m afraid of colorism because I don’t believe that blackness is limited by one skin tone, because nobody question whiteness from white people with different skin tones, eye color, hair type, so why should we have our blackness questioned?
I’m afraid of colorism because I know it was created as a strategic tool to divide us, and that anywhere in the world where we have black presence, this is a tool to exclude and segregate.
I’m afraid of colorism.