quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011

Para aqueles que acreditam que não existe racismo no Brasil / For those who believes there isn't racism in Brazil

Gostaria de compartilhar com todos vocês, um texto escrito pela minha amiga e também jornalista Ana Luiza Biazeto sobre um caso de racismo que ocorreu essa semana em uma agência do Banco do Brasil no centro de São Paulo.
Esse é um bom exemplo da verdade sobre o racismo no Brasil, que ao contrário de ser inexistente ou imperceptível como alguns acreditam é algo cruel e que causa muito sofrimento.
E aos que puderem eu peço que me ajudem a divulgar esse caso.
Deixo também o link para o manifesto proposto pelo poeta Sérgio Vaz. Aos que quiserem assinar acessem o blog http://colecionadordepedras1.blogspot.com/2011/02/manifesto-contra-o-racismo-no-banco-do.html#comment-form

I would to share with you all, an article write by my friend and also journalist Ana Luiza Biazeto about a case of racism that happened this week in an agency of the Banco do Brasil in Sao Paulo downtown.
This is a good example of the true about the racism in Brazil, that contrary to be nonexistent or imperceptible like some people believe, is something cruel and that causes so much pain.
And for who can I ask to help me to pass this case.
I also suggest the link for the manifesto proposed by the poet Sergio Vaz. For who want to sign please go the blog http://colecionadordepedras1.blogspot.com/2011/02/manifesto-contra-o-racismo-no-banco-do.html#comment-form

Discriminação racial gera protesto contra Banco do Brasil

Por Ana Luiza Biazeto

Numa manifestação pacífica, porém de repúdio, integrantes de diferentes segmentos de movimentos sociais reuniram-se hoje, por volta das 14h, na agência do Banco do Brasil, à Rua Rego Freitas, 530, contra a discriminação racial.

O protesto aconteceu depois que Luciano Dimis da Silva, conhecido como James Bantu, foi barrado na porta giratória da agência ontem, 9/2, e mesmo após ter seus pertences revistados, não conseguiu descontar seu cheque, referente a um serviço prestado à ONG Ação Educativa.

Após o constrangimento, a segurança do banco chamou um policial militar que passava fora da agência. Submetido à revista corporal, Bantu ouviu ordens truculentas como “Você precisa me respeitar!”, “Coloca a mão para trás!”, “Cala a boca!”, “Se eu quiser, se eu mandar, eu posso até te deixar pelado aqui!”, “Só fala depois de mim; cala a boca!”, “Se você não calar a boca, eu vou te algemar aqui!”, conta ele.

Hoje, durante o protesto, com bandeira em punho, os manifestantes vibraram e aplaudiram quando Bantu conseguiu retirar seu salário. “Foi isso que vim buscar, sou trabalhador e é bom que saibam da atitude racista desta agência”, disse Bantu, em voz alta, aos funcionários e clientes do estabelecimento, com pouco mais de R$500,00 em mãos.

A denúncia do crime foi feita na Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância e Bantu aguarda as decisões da justiça.

http://news.afrobras.org.br/index.php?option=com_content&view=article&id=773%3Adiscriminacao-racial-gera-protesto-contra-banco-do-brasil&catid=34%3Anoticias&Itemid=55

quarta-feira, 2 de fevereiro de 2011

ainda falando sobre cabelos / still talking about hair

Pessoal,
Não sei quantos conseguiram ler meu post sobre cabelos, mas recebi esse vídeo e tem tudo a ver com o que eu escrevi aqui, então partilho com vocês.
http://www.youtube.com/watch?v=enpFde5rgmw&feature=youtube_gdata_playe

Hey Guys,
I don't know how many of you could read my post about hair, but I have received this video and its is the same thing that I wrote here, so I share it with you.
http://www.youtube.com/watch?v=enpFde5rgmw&feature=youtube_gdata_playe